Grupo HVSM - Hospital Veterinário de Santa Marinha

Problemas digestivos mais comuns no gato

gato

Os problemas digestivos são muito comuns no gato, tanto em jovem, como em adulto, podendo ter causas bastante diferentes, que incluem:

  • Intolerância alimentar;
  • Inflamação intestinal;
  • Má disposição;
  • Malabsorção;
  • Sobrecrescimento bacteriano;
  • Colite intestinal.

Nestes animais, independentemente da causa, os sintomas mais comuns são o vómito e a diarreia. Não existe uma predileção sexual ou racial para estas patologias e qualquer animal de qualquer idade pode ser afetado.

Como podemos reconhecer os problemas digestivos?

Principais sinais clínicos:

  • Perda de peso sem diminuição do consumo alimentar;
  • Flatulência;
  • Ruídos intestinais (borborigmos);
  • Diarreia;
  • Vómito;
  • Mau hálito;
  • Perda de apetite;
  • Trânsito intestinal aumentado;
  • Volume de fezes modificado;
  • Esforço e dor ao defecar (tenesmo e disquésia);
  • Sangue e muco nas fezes;
  • Recusa de alimento (anorexia).

Tratamento

Tendo em conta que os dois sintomas mais comuns das perturbações gastrointestinais são o vómito e a diarreia, o tratamento destas perturbações consiste nos seguintes cuidados básicos:

  • Jejum completo (sólidos e líquidos) durante pelo menos 24h;
  • Reposição de fluídos e do equilíbrio eletrolítico;
  • Administração de antieméticos (para controlar o vómito), antibióticos, etc.;
  • Terapêutica dietética (após a resolução do vómito): consiste em fornecer ao animal um volume reduzido de um alimento composto por nutrientes de elevada digestibilidade.

Se o seu animal sofrer de insuficiência pancreática exócrina, a administração de enzimas pancreáticas exógenas será necessária para melhorar a digestão.

Se o seu gato apresentar um ou mais destes sintomas:

  • Consulte o seu Médico Veterinário;
  • Como a presença de problemas digestivos implica a carência de nutrientes essenciais para o organismo, o animal requer um tratamento rápido;
  • É indispensável corrigir a perda de nutrientes com um alimento especificamente adaptado para restabelecer e preservar a saúde do aparelho digestivo.

Exames complementares para confirmação do diagnóstico:

Poderão ser necessários exames complementares de diagnóstico (por exemplo, análises sanguíneas e urinárias) para estabelecer um diagnóstico mais rigoroso e implementar o tratamento adequado.

Share this post